FAQ's

  1. 1. Porque é que as tampas de saneamento não têm a marcação CE? Pode ser colocada a marcação CE nas tampas de saneamento?
  2. 2. Como é evidenciado o cumprimento da classe dos dispositivos de fecho e dos dispositivos de entrada (tampas e grelhas) de acordo com norma EN 124 que é aposta nas tampas comercializadas?
  3. 3. É normal a existência de oxidação ou corrosão nas tampas em ferro fundido?
  4. 4. Os Marcos de Incêndio devem ter a marcação CE?
  5. 5. No âmbito da marcação CE, quais são os documentos que o cliente pode solicitar ao fornecedor?
  6. 6. As válvulas fabricadas pela Fucoli-Somepal estão abrangidas pela marcação CE?
  1.  

    1. Porque é que as tampas de saneamento não têm a marcação CE? Pode ser colocada a marcação CE nas tampas de saneamento?

    Os dispositivos de entrada de sumidouros e dispositivos de fecho de câmaras de visita, vulgarmente conhecidos como grelhas e tampas, não estão ainda abrangidos pela marcação CE. Esta situação fica a dever-se ao facto da norma NP EN 124 ainda não estar harmonizada, não estando incluída na "Lista de normas harmonizadas" no âmbito da Directiva nº 89/106/CE, relativa aos produtos da Construção. Por tal, neste momento, não é sequer permitida aos fabricantes a colocação da marca CE nas tampas e grelhas.

    Depois da norma estar harmonizada, haverá um período de coexistência (habitualmente 1 ano) para os fabricantes adaptarem os produtos às exigências do Anexo ZA da norma. Findo esse período os fabricantes terão obrigatoriamente de colocar a marcação CE. A marcação CE tem pois (quando em vigor para um determinado produto) carácter obrigatório.

  2.  

    2. Como é evidenciado o cumprimento da classe dos dispositivos de fecho e dos dispositivos de entrada (tampas e grelhas) de acordo com norma EN 124 que é aposta nas tampas comercializadas?

    As tampas e grelhas são fabricadas de acordo com a norma NP EN 124 actualmente em vigor (de 1995 com Edição de Março de 1996), sendo classificadas de acordo com a sua resistência numa das seis classes previstas: A15; B125; C250; D400; E600; F900.

    Os dispositivos devem ser seleccionados em função do local de instalação pretendido, sendo as classes B125 e D400 as mais usuais; a classe B125 para tampas e grelhas aplicadas em passeios e parques de estacionamento de veículos ligeiros e a classe D400 para tampas e grelhas instaladas nas vias de circulação e parques de estacionamento para todos os tipos de veículos rodoviários.

    O cumprimento das respectivas classes, deverá ser evidenciado através de ensaios efectuados em laboratórios independentes acreditados de acordo com o definido no ponto 8 da norma NP EN 124, devendo ser facultadas cópias dos relatórios sempre que pretendidas pelos clientes.
    Para além dos ensaios ao produto, cumpre ao fabricante garantir o controlo do seu processo de fabrico, nomeadamente através de ensaios metalográficos, composição química e de tracção do ferro produzido.

  3.  

    3. É normal a existência de oxidação ou corrosão nas tampas em ferro fundido?

    Dado o tipo de aplicação deste produto e a sua exposição às mais variadas condições climatéricas por longos períodos de tempo é normal que surja alguma oxidação superficial nas zonas mais expostas das tampas ou grelhas. Contudo, esta oxidação superficial em nada afecta a funcionalidade do produto, já que o ferro fundido nodular pode estar longos anos sujeito à intempérie sem a ocorrência de corrosão ou sem que as suas propriedades mecânicas sejam afectadas.

  4.  

    4. Os Marcos de Incêndio devem ter a marcação CE?

    Os Marcos de Incêndio têm obrigatoriamente que ter a marcação CE. A construção deste produto é efectuada de acordo com a norma EN 14384, a qual está incluída na lista de normas harmonizadas no âmbito da Directiva 89/106/CE relativa aos produtos de construção. Assim, o fabricante tem de cumprir com as disposições relativas à comprovação da conformidade e ao desempenho do produto descritas no anexo ZA da norma, sendo obrigatória a colocação no produto da marcação CE.

  5.  

    5. No âmbito da marcação CE, quais são os documentos que o cliente pode solicitar ao fornecedor?

    Pode ser solicitado ao fabricante ou fornecedor a Declaração de Conformidade no âmbito da marcação CE.

  6.  

    6. As válvulas fabricadas pela Fucoli-Somepal estão abrangidas pela marcação CE?

    Todas as Válvulas e Acessórios fabricados pela Fucoli-Somepal e utilizados exclusivamente em redes de abastecimento, distribuição e escoamento de água, não estão abrangidos pela marcação CE.

    Esta situação fica a dever-se ao facto da norma EN 593 ainda não estar harmonizada, não estando incluída na "Lista de normas harmonizadas" no âmbito da Directiva nº 89/106/CE, relativa aos Produtos da Construção.

    Assim, não é permitida aos fabricantes a colocação da marca CE nos produtos em causa.